domingo, 24 de maio de 2009

Sentimento de um bebê

Quando bebê me agarrei ao ventre, daquela que me fez gerar, comecei como uma pequena semente a germinar. Pois ali naquele leito não me faltava calor, nem tão pouco amor, que já no começo da vida sabia cativar, e respeitar...
Quando dormia sentia o seu coração a pulsar, era minha música preferida, era a minha canção de ninar.
Um dia ao sentir ela triste num canto, fiquei pensando no porque daquele pranto pois ali eu estava para te amar e alegrar.
Foi quando o motivo vim saber, minha formosa Mamãe era sozinha tinha dias que nem o pão tinha, para naquele momento comer...
Ficava preocupada comigo, mas eu já era forte, já tinha até suporte, pra vida que fui escolher.
Hoje em forma de poesia venho a lhe agradecer, pedindo sempre a Deus para lhe proteger, pois sem ti minha Mãe querida eu não teria a abençoada oportunidade de viver...

0 comentários:

Postar um comentário

VISITANTES

deixe seu recado!

  ©Template designer adapted by Ana by anA.

Essa página é hospedada no Blogger. A sua não é?